Possuindo um incomensurável acervo de informações históricas, passando de 11 mil assuntos (entre eles, mais de 300 dados biográficos de pioneiros santanenses e mais de 500 fotos históricas que registram o crescimento demográfico e social da cidade portuária do Amapá).



quinta-feira, 4 de junho de 2015

04 de Junho (na História de Santana)


Minério estocado em área portuária ficou impedido de sair do Amapá por determinação judicial em 04/06/2009


1966 – No estádio Glicério Marques, o Santana Esporte Clube vence o Trem Desportivo Club por 4 x 2, gols feitos por Newton (2), Coco e Antonino para o “Canário”, enquanto que Membeca, Russo e Ofir fizeram para o time adversário. O juiz da partida foi Expedito Cunha Ferro. 

1987 – A Senhora Maria Luiz Tavares de Souza é eleita a primeira presidente da “Casa da Amizade” de Santana. 

1991 – A Lei Municipal n° 059/91-PMS desta data, regulamenta os serviços de transportes de passageiros com veículos de aluguel e transportes de gás no município de Santana. 

1992 – Operários da empresa Amapá Celulose e Papel S/A (Amcel) iniciam os trabalhos de dragagem para aprofundamento do Rio Amazonas, no cais da Portobrás, alcançando uma superfície de 18m, para que o Porto tenha condições de receber navios de maior capacidade. Esta seria a 1ª etapa da empresa para montagem da sua futura fábrica de cavacos em Santana. 

1993 (I) – Criação do CAP (Conselho de Autoridade Portuária), com a finalidade de gerir, seguindo determinação do Ministério dos Transportes, as atividades portuárias do Estado, visando aumentar a produtividade e reduzir os custos do setor. 

1993 (II) – Os moradores do distrito de Ilha de Santana e do bairro Provedor registram casos graves de malária, sendo que somente na Ilha de Santana foram constatados mais de 10 casos e no bairro Provedor, o surto de malária atingiu 05 famílias. Os casos confirmados por um grupo de agentes comunitários da Prefeitura de Santana que averiguaram a situação durante visitas domiciliares. 

1996 – A secretária municipal de Educação de Santana Professora Antônia Guedes, confirma a assinatura de um convênio entre o Ministério da Educação (MEC) e a SEMED/STN, visando desenvolver o setor educacional de Santana. Entre as metas do convênio, pretende-se construir um pré-escolar na Escola Municipal Amazonas, e beneficiar a Escola Padre Fúlvio Giulliano com o kit tecnológico, assim como a reforma de diversas escolas municipais da zona urbana e rural de Santana. 

1997 – Em convênio assinado com o Governo do Amapá, a Prefeitura de Santana assume as obras de duplicação da Rodovia Juscelino Kubstcheck (Macapá-Fazendinha). Orçada em R$ 2,017 milhões, as obras estavam sendo executadas pela firma Nortran, mas a empresa foi dispensada dos trabalhos por inadimplência. 

2001 – Em sessão na Câmara de Vereadores de Santana, é aprovado o Projeto de Lei n.° 0659, que beneficia os estudantes santanenses com o “Bolsa Escola”. 

Secretária de Estado da Saúde Olinda Consuelo
faz inspeção no Hospital de Santana
2009 – A Juíza Titular da 4ª Vara Cível de Macapá, Alaíde Lobo, suspende a licença ambiental emitida pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) a Jorge Augusto Carvalho de Oliveira e três (03) mineradoras que atuam no Amapá (Tocantins Mineração S/A, Alto Tocantins Mineração Ltda, e Ecometals Manganês do Amapá Ltda), por danos causados ao meio ambiente. A liminar proíbe o manejo de manganês pelas referidas partes e até a retirada do minério existente no Porto de Santana (AP). Caso a determinação seja descumprida, os acusados pagariam multa de R$ 50 milhões por dia. 

2010 – A Prefeitura de Santana, em conjunto com o Governo do Amapá, entrega a certificação de 150 famílias quilombolas residentes na comunidade rural do Alto Pirativa. 

2013 – A secretária de Estado da Saúde Olinda Consuelo, realiza uma visita técnica às obras de adaptação do Hospital Estadual de Santana. Acompanhada do secretário da Seinf, Amilton Coutinho, e assessores da Seinf, Olinda conversou com médicos e plantonistas da unidade de saúde, tomando conhecimento das reais condições de atendimento e infraestrutura do local, depois inspecionou detalhes do novo prédio (em construção) e as condições de trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário